Seguidores

14 de junho de 2009

LEGI
ELEGIA

(Caetano Veloso)


Deixa que minha mão errante adentre
Em cima, em baixo, entre
Minha América, minha terra à vista
Reino de paz se um homem só a conquista
Minha mina preciosa, meu império
Feliz de quem penetre o teu mistério
Liberto-me ficando teu escravo
Onde cai minha mão, meu selo gravo
Nudez total: todo prazer provém do corpo
(Como a alma sem corpo) sem vestes
Como encadernação vistosa
Feita para iletrados, a mulher se enfeita
Mas ela é um livro místico e somente
A alguns a que tal graça se consente
É dado lê-la
Eu sou um, quem sabe...


Aqui posto esta bela letra da música do grande CAETANO VELOSO , por considerá-la
um dos poemas mais sensuais que conheço...e belissimo!!!!


Parabéns Caetano por tão belo trabalho...por toda esta arte.

2 comentários:

REGGINA MOON disse...

"Elegia"

Maravilhoso!!Parabéns pela postagem!!Grata pelo comentário, muito bom estar aqui...te levo comigo.

Um grande beijo,

Reggina Moon

Vera Helena disse...

Que bom amiga que vc está aqui comigo. Adoro vc e seu blog...Agora tô c/ mais tempo pra te visitar...
Volte sempre...Será sempre bem-vinda.
Beijossss